Mostrando postagens com marcador Avistamentos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Avistamentos. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Não perca os registros mais "SURPREENDENTES" de OVNIs dos últimos anos

Juan Andrés Salfate nos traz uma coleção de avistamentos de OVNIs mais SURPREENDENTES dos últimos anos,  onde a ciência não consegue dar uma explicação científica.Assista este incrível vídeo e tire suas próprias conclusões.
Mais um post by: OVNI DAY

                                              Veja o Vídeo Abaixo:


                                                  Fonte:AsiSomos

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

NINGEN - Criaturas Marinhas "Humanoides" na Antártida!!

ANTÁRTIDA/JAPÃO. Estranhos rumores têm circulado no Japão sobre a existência de gigantescas formas de vida humanoides habitando as águas geladas da Antártida.

É um fato conhecido que neste tempo de pós-modernidade em que tudo parece já ter sido descoberto neste planeta, as profundezas dos oceanos da Terra escondem mistérios que jamais foram contemplados pelo homem, especialmente, as estranhas formas de vida que ali mantêm seu habitat.

No Japão, já há algum tempo, (desde os anos de 1990) os homens do mar começaram a falar sobre uma forma de vida absolutamente desconhecida: os Ningen.


Em japonês, Ningen significa "humano" e foi assim que os pescadores do Pacífico o apelidaram depois de alguns avistamentos deste ser colossal. Se os pescadores ficaram espantados como tamanho do Ningen, mais ainda surpreenderam-se ao se depararem com sua aparência: uma forma humanoide.

Os Ningens são descritos (e foram fotografados) como sendo de cor branca e seu comprimento é estimado entre 20 a 20 metros. As testemunhas reconhecem neste ser uma semelhança com a forma humana, posto que, em seu corpo, distinguem-se parte que podem ser identificadas como cabeça, tronco e membros (locomotores), semelhantes a pernas e braços e até a morfologia das "mãos" dotadas de cinco dedos.

Alguns perceberam barbatanas e dizem que as "pernas", são, na verdade, uma forma de cauda (o que parece ser exato pelo que se vê nas fotografias). Mas os Ningen também têm traços faciais: olhos e boca humanoides.

Google Maps: uma "piscina Ningen" situada na costa da Namíbia

Os avistamentos acontecem não apenas no Pacífico, mas nas águas dos mares da Antártida e também no Atlântico. Segundo observações, estas criaturas são essencialmente noturnas, embora já tenham sido, muitas vezes, observados em pleno dia. Tudo indica que são habitantes de águas geladas.

Também é curioso que, em meio às numerosas e milenares lendas envolvendo estranhos monstros marinhos, a existência dos Nigen somente começaram a ser comentados muitos recentemente.
Um dos primeiros relatos sobre o Ningen foi registrado em um fórum popular (da internet) japonesa conhecido como Canal 2. A testemunha, anônima, enviou uma postagem na qual dizia que, enquanto trabalhava em uma equipe de pesca, "um baleeiro de pesquisa do governo" - uma dessas criaturas emergiu das profundezas.

A equipe de pesquisadores reuniu-se no convés para ver o que se passava. Inicialmente, pensaram que a forma emergente poderia ser um submarino estrangeiro. Porém, quando o navio aproximou-se do "objeto", tornou-se evidente que não se tratava de uma máquina mas, uma forma de vida, um gigante que respirava. Este ser, que naquele momento foi considerado uma anomalia biológica, submergiu pouco depois.

NINGEN  ̶  NASCE UMA LENDA

Comenta-se (no Japão) que aquela equipe conseguiu capturar uma série de fotos da "coisa extraordinária" porém, essas imagens teriam sido "censuradas" por autoridades do governo. Acharam que seria embaraçoso associar a atividade de pesquisa da equipe com aquele evento incomum. (Porém, sabe-se que, no Japão, a matança de Baleias para consumo alimentar, muitas vezes foi disfaçada sob o manto da pesquisa científica).

Porém, uma vez colocada na rede, na Internet, a informação espalhou-se, ganhou o mundo e assim nasceu um genuíno fenômeno cultural: verdade ou mentira? Em novembro de 2007, a história e algumas fotos apareceram em uma revista japonesa a, a "Mu". A revista "Mu" tem uma linha temática editorial semelhante à da revista Fate. Dedica-se, portanto, a noticiar em seus artigos o registro de fatos paranormais, incomuns, insólitos.


O artigo sobre o Nigen foi um sucesso. O autor do texto especulava que essas criaturas desconhecidas tinham se originado nas águas geladas dos mares do Sul. Mu ainda exibia uma imagem do Google Maps que era algo como uma "piscina Ningen" situada ao largo da costa da Namíbia. Nascia, assim, "oficialmente", a lenda do Nigen.

Pouco depois da publicação do artigo da revista Mu começaram a aparecer numerosos relatos sobre o Nnigen. E, ainda, fotos e vídeos. Todo esse material não foi considerado pelos cientistas como provas definitivas da existência deste monstro marinho.Porém, muitos acreditam que os Ningen são, de fato, uma monstruosidade revelada e que o governo japonês, discretamente, está investigando o assunto e acumulando evidências da "verdade Ningen".

Uma das teorias mais aceitas sobre os Ningens é que eles poderiam ser uma espécie não classificada de arraia. As arraias, de fato, têm narinas e boca que podem ser associadas coma ideia de um "rosto".

Na verdade, as arraias podem ter uma aparência tão humanoide que, muitas vezes, são confundidos e vendidos como demônios ou extraterrestres. Há séculos, os pescadores japoneses conhecem este folclore. Então, os Ningens poderiam ser, simplesmente, um tipo desconhecido de arraia albino.

É possível que essa condição, o albinismo, seja  uma adaptação da espécie que lhe permite camuflar-se passando desapercebido,de possíveis predadores, em meio aos icebergs e fragmentos de plataformas de gelo, que são abundantes em seu habitat.

Os especialistas acreditam que a ciência conhece apenas 20% das criaturas que vivem nos Oceanos do mundo. Por isso, consideram muito provável que apareçam, eventualmente, animais que ninguém jamais viu. Especialmente nos mares gelados, onde a presença humana é mais rara. Sendo assim, não constitui algo extraordinário que a Humanidade venha a deparar-se, eventualmente, com seres vivos que parecem ter saído de uma crônica mitológica. 

O quê realmente surpreende os humanos é deparar-se com seres "humanoides", seres que fazem-nos lembrar de sua própria forma física, de suas próprias feições ou ainda, como tem ocorrido mais recentemente, com animais de demonstram inteligência, memória, sensibilidade ou mesmo faculdades sensoriais e comunicacionais jamais percebidas antes pelos estudiosos, como os macacos, os golfinhos e, ainda, cães e gatos, por exemplo.

Isso espanta o Homem e ao mesmo tempo o amedronta porque vai se tornando cada vez mais difícil enfrentar a realidade de que os animais não são os seres inferiores, à serviço da espécie humana, disponíveis para todo tipo de abuso, seja como bestas de carga, seja como alimento ou mesmo como uma coisa, um brinquedo, um objeto de lazer, uma coisa que serve para preencher o vazio existencial ou a falta de sentido na vida de muitas pessoas, que o caso dos "animais de estimação" (atualmente, muito presentes nas manchetes dos jornais como vítimas de violência dos "animais racionais").

Significa que, ao longo de milênios, é muito possível que o despotismo humano, sua indiferença e mesmo crueldade com os animais tenha sido e ainda seja algo se revela como uma contínua e vergonhosa prática de atos verdadeiramente criminosos.

E não foi por falta de aviso. Há mais de dois mil anos, Sidarta Gauthama, o príncipe que abandonou seu reino para se tornar o Iluminado, o Buda Sakyamuni, já advertia seus discípulos sobre o erro de desrespeitar a Vida como um todo; o erro de agredir, matar e/ou escravizar qualquer criatura. Meditemos.
Mais um post by: OVNI DAY

                                              Veja o Vídeo Abaixo:

                                       Fonte:Jaconor 73

quinta-feira, 27 de julho de 2017

BRASIL - Veja relatos de Gaúchos que Afirmam ter feito Contato com Extraterrestres

Casos de abdução foram relatados em diversas cidades do interior do RS.
Estudiosos da ufologia descreveram ao menos 80 raças de extraterrestres.
Existe vida inteligente em outros planetas? Ao longo dos anos, muitas pessoas já fizeram essa pergunta, mas até hoje ninguém conseguiu respondê-la de forma convincente. Não faltam, porém, pessoas que afirmam ter certeza de que extraterrestres já estão entre nós, inclusive gaúchos que afirmam já terem tido contato com eles, como mostra a reportagem do Teledomingo (veja o vídeo).
Há muito tempo o possível contato de humanos com seres de outras galáxias é motivo de curiosidade. Os mistérios do universo têm alimentado inúmeras histórias de ficção em filmes, livros e outras formas de expressão. E atraído muitos estudiosos ligados à ufologia, que garantem haver indícios fortes da presença ou existência de extraterrestres.
O Museu de Ufologia de Itaara, na Região Central do estado, é considerado o único na América Latina onde a ufologia tem espaço ao lado da ciência. Mas nem lá, as certezas predominam. “Esse museu não tem a finalidade de provar a existência ou não de extraterrestres. Aqui nós simplesmente contamos a história e guardamos esta história para o nosso visitante, quando está junto com a gente”, diz Hernán Mostajo, diretor do museu. 
Museu de ufologia fica em Itaara, na Região Central
do estado (Foto: Reprodução/RBS TV)

O pesquisador paulista Leonardo Martins também ouve muitas dessas histórias. “Todo tipo de pessoas relatam essas experiências. Então, você vai encontrar desde pessoas mais simples, analfabetas, de nível de escolaridade muito baixo, até pessoas com altíssima escolaridade e nível socioeconômico elevado”, diz o mestre em psicologia pela Universidade de São Paulo (USP).
Leonardo esteve em Porto Alegre neste mês para o Encontro Gaúcho de Ufologia e diz que os relatos são sempre curiosos. Variam desde a visão de luzes distantes até situações onde a pessoa dá detalhes de naves ou de seres que deixaram marcas no solo. Quem não lembra do filme “Sinais”, onde um ser estranho aparece em uma  festa infantil, em Passo Fundo?
Bem perto da cidade do Norte gaúcho, em Sarandi, a lembrança dos moradores é bem mais real. Trata-se do caso Artur Berlett, o tratorista que no dia 14 de maio de 1958 diz ter sido levado num disco voador e só voltou 11 dias depois. “Foi um dos casos que chamou muita atenção dentro da ufologia nacional e internacional”, diz o coordenador do Movimento Gaúcho de Ufologia, Carlos Odoni da Costa Nunes.
Segundo os relatos do tratorista, ele foi levado a um planeta chamado Acart, a 65 milhões de quilômetros da Terra. A viagem teria durado 38 horas. Lá, ele teria ficado em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. Os "acartianos" teriam ainda um tipo físico semelhante aos humanos e se comunicavam com ele no idioma alemão, contou o tratorista.
O caso da abdução em Sarandi ficou conhecido no mundo inteiro. Depois dele, outros, semelhantes, reais ou não, foram relatados em vários lugares, incluindo o Rio Grande do Sul. De lá para cá os estudiosos da ufologia já descreveram pelo menos 80 raças de extraterrestres e dizem que, a cada dia, três naves são vistas em pontos diferentes do planeta.
Duas delas, Odoni garante ter visto no Jardim Botânico de Porto Alegre, há 14 anos. “Ele vinha em um movimento muito semelhante como se fosse um satélite. Quando ele parou, se viu um segundo objeto de aproximando do primeiro. Quando aquele segundo ficou bem próximo, o primeiro fez uma manobra e os dois retornaram exatamente percorrendo a mesma trajetória que eu acompanhei do primeiro”, relata o ufólogo.
Dois amigos teriam tido um contato ainda mais intenso com extraterrestres e mostram registros de supostos seres. Benhur de Oliveira Costa, que é tenente-coronel aposentado da Brigada Militar, conta que uma noite teve uma intuição muito forte, que o fez sair para o pátio de casa na Zona Sul da capital e tirar várias fotos. O objeto que apareceu, para ele, é uma sonda, usada pelos ETs para fazer pesquisas na terra. “O que eu não consigo explicar é esse momento de intuição, sabe? A partir de 2009, isso tem acontecido comigo em alguns momentos”, conta.
O bailarino Paulo Mirandola da Silva também mostra fotos que tirou com uma câmera adaptada em Itapuã, no limite com o município de Viamão, na Região Metropolitana. “Eu achei que os seres extraterrestres ou os OVNIs já estariam por aqui, mas nossos olhos biológicos são extremamente limitados”, diz ele, ao mostrar imagens de supostos extraterrestres que registrou com a câmera adaptada. “Essa aqui eu enxergo uma espinha dorsal que passou, um ser, vamos dizer assim, que passou na frente da câmera e a câmera só registrou a espinha dorsal”, conta.
Se alguns extraterrestres tentariam se esconder, outros estariam fazendo questão de se comunicar. É o que dizem os ufólogos que acreditam no ser que se apresenta como Ashtar Sheran e manda mensagens que seriam recebidas pela intuição de médiuns.
“As pessoas dizem que ele é um ser comandante de uma frota imensa de naves. Que ele teria carne e osso, seria uma entidade física mesmo. Eu conheço um grupo de contatados que dizem que Ashtar Sheram nem é um ser, é um posto de comando e que há vários Ashtar Sheram. Independente de haver ou não algo lá, o que a gente pode dizer, no mínimo, é que Ashtar Sheram é um produto do nosso tempo”, diz Leonardo Martins. 
Vídeos, fotos, relatos. Verdade? Imaginação? Não se sabe. Mas é certo que várias pessoas ainda buscam responder a pergunta que muitos já fizeram. “A questão da existência da vida fora da terra é quase uma unanimidade até entre os astrônomos. Com a quantidade de galáxias, de planetas e estrelas em cada uma, a probabilidade de vida fora da terra é imensa”, acredita Leonardo.
“Compete à ciência não dar as costas e investigar, mesmo que haja um descrédito muito grande”, afirma Carlos Odoni. “Seria muita prepotência do ser humano imaginar que está sozinho no universo”, conclui Benhur.
Mais um post by: OVNI DAY

                                          Veja o Vídeo Abaixo:


                                    Fonte:Antonio Carlos Albuquerque Diniz

terça-feira, 18 de julho de 2017

BRASIL - Discos Voadores - Reportagem 1986

Reportagem do jornalista Goulart de Andrade, de 1986, com a participação dos ufólogos Ademar Eugênio de Mello (1947-2005), Claudeir Covo (1950-2012) e Philippe Piet van Putten. 

Ademar fala sobre os indícios de visitantes extraterrestres no passado remoto da humanidade, na idade média e ainda aborda a questão da tipologia humanoide dos aliens. Em seguida Claudeir relembra alguns clássicos da ufologia e analisa várias fotografias. Nesta matéria, Philippe exibe cópias de documentos liberados pelo governo dos EUA, nos quais os ufos são mencionados, bem como aborda a casuística que envolve a mutilação de animais. No encerramento, os três convidados comentam os seguintes casos clássicos: 1) a abdução de Barney e Betty Hill em 1961; 2) o contato imediato de Tiago Machado em 1969 e 3) o encontro com aliens ocorrido no espaço, envolvendo os cosmonautas russos Vladimir Kovalyonok e Viktor Savinikh que estavam a bordo da Salyut 6, em 1981.
Mais um post by: OVNI DAY

                                                Veja o Vídeo Abaixo:


                                         Fonte:Super Vídeos

sábado, 1 de julho de 2017

NICARÁGUA - Avistamentos de OVNIs estariam relacionados ao sequestro de Crianças?

Recentemente os moradores de um lugar da Nicarágua relataram que viram objetos voadores não identificados e que estaria relacionados ao desaparecimento de uma criança.
Uma criança de 4 anos estava com seu pai em um campo e do nada desapareceu como se fosse um fantasma e logo em seguida apareceu a 10km de distância, como seria possível?Quando perguntaram a criança o que tinha acontecido ele só dizia que não sabia, não sei, não sei.....
Estariam os extraterrestres sequestrando as crianças para seus experimentos na Nicarágua?
Mais um post by: OVNI DAY

                                               Veja o Vídeo Abaixo:


                                            Fonte:Al Rojo Vivo

terça-feira, 30 de maio de 2017

A Cada Ano Ocorrem Milhares de Avistamentos de OVNIs nos EUA e no Mundo "VÍDEO"


A cada ano ocorrem milhares de avistamentos de OVNIs nos EUA, mas não há uma forma de confirmar sua autenticidade. Agora, uma organização moderna de investigação de óvnis, a MUFON responde a chamados sobre avistamentos em qualquer lugar dos EUA e do mundo, 24 horas por dia. A MUFON - siga em inglês para Rede Mútua de Óvnis - investiga avistamentos e possíveis abduções alienígenas utilizando ferramentas da ciência, da psicologia e do direito.
Mais um post by: OVNI DAY

                                                  Veja o Vídeo Abaixo:


                                                Fonte:Super Vídeos