Mostrando postagens com marcador Califórnia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Califórnia. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Ex-funcionário da CIA revela: ''A terra é como um grande supermercado para os extraterrestres''

Um ex-funcionário da CIA revela o motivo pelo qual alguns extraterrestres continuam a visitar nosso planeta. "Em julho de 1995, a CIA desclassificou e aprovou a publicação de documentos que revelaram seu patrocínio na década de 1970 de um programa no Stanford Research Institute em Menlo Park, Califórnia, para determinar se fenômenos como visualização remota" poderiam ser úteis. para a reunião de inteligência "  

Assim, começou a revelação ao público de uma participação de mais de duas décadas da comunidade de inteligência na investigação dos chamados fenômenos parapsicológicos ".  
Um dos participantes desse programa de acesso secreto foi Ingo Swann e sua história é uma que realmente o levará a considerar o que é descartado publicamente como uma ilusão. 
Ingo Swann, durante uma conferência remotamente com o físico e parapsicólogo Hal Puthoff, usando o seu poder inexplicável, Ingo Swann podia ver e descrever o fino anel em torno de Júpiter antes que os astrônomos tiveram a chance de detectá-lo. No ano seguinte, a nave espacial Pioneer 10 da NASA executou um flyby em torno de Jupiter e as fotografias enviadas confirmaram a existência do anel. 

Aproveitando esse sucesso, a CIA foi mais adiante com seu treinamento e foi considerado o valor de investir no programa de visualização remota. Quanto aos arquivos desclassificados, o programa continuou por mais duas décadas e meia, um período durante o qual os militares dos EUA Foi o principal beneficiário da inteligência adquirida através de vários participantes. 
Um dos incidentes mais notáveis   envolvendo este SAP em particular foi contado novamente por um dos principais patrocinadores do programa, o geral da EE. UU Albert Stubblebine. De acordo com sua admissão, os telespectadores remotos descobriram estruturas em Marte - tanto na superfície do planeta quanto sob sua fachada aparentemente deserta - não pareceu ter sido construído por humanos. 
A história de Ingo Swann não pode ser encontrada entre os dossiês desclassificados. Embora tenha participado do programa, os detalhes de sua participação provêm de um livro que mais tarde publicou - Penetração. O livro explora o tema dos extraterrestres e dos OVNIs (ambos criados pelo homem e extraterrestres) e é uma das leituras mais estranhas que existem. 
EM UMA OCASIÃO PARTICULAR, SWANN DESCREVE UM INCIDENTE ENVOLVENDO UM AGENTE SECRETO QUE USA O APELIDO DO SR. AXELROD. 
Swann conheceu Axelrod enquanto trabalhava com cientistas no Stanford Research Institute, em Menlo Park, Califórnia. Um dia, apesar da rígida política de não permitir estranhos, o Sr. A conseguiu entrar no Instituto e convencer Swann de acompanhá-lo em uma missão sancionada pelo estado.  
Axelrod estava na boa companhia de "dois ajudantes com cabelos loiros, olhos azuis e aspecto militar" que eram invulgarmente altos e exalavam um ar de mistério. O grupo embarcou num Learjet anônimo e sem marca e voou para a costa oeste; O melhor palpite de Swann era que eles pousaram em algum lugar do interior do Alasca.
Mais um post by: OVNI DAY




quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Americano vai se lançar em foguete para provar que a Terra é plana

APPLE VALLEY, Califórnia — O motorista de limosine “Mad” Mike Hughes, de 61 anos, é um dos muitos americanos que duvidam de uma premissa científica básica desde o fim da Idade Média e defendem que a Terra é plana, não esférica. E para provar sua “teoria”, construiu um foguete usando sucata e pretende se lançar ao espaço, a uma altitude suficiente para, segundo ele, “provar de uma vez por todas que a Terra é plana”.

— Eu vou fechar a porta para essa Terra redonda — prometeu, em entrevista à Associated Press.

O lançamento está previsto para o próximo sábado, dia 25. Mike pretende acelerar o foguete a 800 km/h em direção ao céu, até alcançar a altitude máxima, onde os paraquedas serão ativados. A expectativa é alcançar uma milha de altitude, ou 1,6 quilômetro. E num foguete construído por ele, num terreno alugado em Apple Valley, na Califórnia. O custo foi estimado em US$ 20 mil, que Mike conseguiu cobrir com apoio do grupo Research Flat Earth.

— Eu não acredito na ciência — afirmou Mike, apesar dos seus conhecimentos científicos para a construção do foguete. — Eu sei sobre aerodinâmica e dinâmica dos fluidos, e sobre como as coisas se movem pelo ar, sobre certos tamanhos de bicos de foguetes e impulso. Mas isso não é ciência, são apenas fórmulas. Não existe diferença entre ciência e ficção científica.

Como motorista, Mike recebe US$ 15 por hora, mais as gorjetas. Por isso, garimpou as peças necessárias em ferros-velhos. A torre de lançamento foi improvisada num trailer que ele comprou por US$ 1.500.

Segundo o site montado para a empreitada, o lançamento será transmitido pela internet direto do Deserto de Mojave. Mike afirma que já entrou em contato com a Administração Federal de Aviação, e a contagem regressiva já foi iniciada. Apesar da confiança, ele tem consciência das chances de que algo saia errado.

— Se você não tiver medo da morte, é um idiota — comentou. — É muito assustador, mas nenhum de nós vai sair desse mundo vivo. Eu gosto de fazer coisas extraordinárias que ninguém mais possa fazer, e ninguém na história da Humanidade projetou, construiu e se lançou em seu próprio foguete.

O local do lançamento será Amboy, uma cidade abandonada no Deserto de Mojave, nas margens da icônica Rota 66. Amboy serviu de inspiração para Radiator Springs, a cidade fictícia do filme “Carros”, da Disney. Mike conseguiu autorização com Albert Okura, que comprou toda a cidade em 2005, por US$ 435 mil.

Não é a primeira vez que Mike constrói e se lança num foguete. Em 2014, ele alcançou uma altitude de 418 metros. Sobreviveu, mas passou três dias se recuperando das pressões exercidas pela força g. Se correr como o planejado e sobreviver, Mike pretende se candidatar ao governo da Califórnia. Ele também planeja um serviço de turismo espacial, numa espaçonave já batizada como “Rockoon”: um foguete carregado até a alta atmosfera por balões, de onde será lançado.
Mais um post by: OVNI DAY

                                            Veja o Vídeo Abaixo: