Mostrando postagens com marcador Zecharia Sitchin. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Zecharia Sitchin. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Grupo acredita que “planeta da morte” irá destruir a Terra em 23 de setembro

Nibiru (Imagem: Rex)

Um teórico da conspiração cristão fez uma previsão assustadoramente específica para este ano: o mundo não apenas irá acabar, mas o fim dos tempos está marcado para o dia 23 de setembro.

David Meade, autor de ‘Planet X – the 2017 Arrival’ (Planeta X – A Chegada em 2017, em tradução livre), afirma que um planeta misterioso – ‘Nibiru’ – de outro sistema solar, será visível na Terra, nesta data.

Pouco depois disso, este misterioso planeta (juntamente com uma chuva de detritos) se chocará contra a Terra, exterminando boa parte da humanidade em outubro – exceto os funcionários do governo que (é claro) estarão escondidos em seus abrigos subterrâneos.

Meade escreveu: “Por que nós temos mais de 100 abrigos subterrâneos, profundos, espalhados pelos Estados Unidos?”

“Por que infraestruturas governamentais importantes estão sendo movidas de suas posições vulneráveis, na costa leste do país, para as áreas protegidas do Colorado?”

Foto do “planeta da morte”
Planeta X

Meade alega ter visto fotos do sistema Nibiru se aproximando, tiradas em Paris por um astrônomo cujo nome não foi divulgado.

Meade disse: “Eu vi as fotos e ele me disse qual era o nome do observatório onde ele viu o planeta, e disse que tinha um filme secreto a respeito, que me enviou mais tarde”.

“Ele tirou as fotos com o telefone celular. São imagens verdadeiras do sistema que ele compartilhou comigo”.

Meade baseia suas previsões numa diversidade de fontes, incluindo o livro do Apocalipse, e sinais supostamente escritos nas Pirâmides.

Ele disse: “É muito estranho que tanto o Grande Sinal de Apocalipse 12 quanto a Grande Pirâmide de Gizé apontem para o mesmo momento, preciso no tempo: entre 20 e 23 de setembro de 2017”.

O que é o Nibiru?
                    O fim está próximo? Autor afirma que o planeta Nibiru irá destruir a Terra.

Ele também se baseia em décadas de teorias da conspiração sobre o suposto “planeta escondido” chamado Nibiru – que há tempos vem sendo mencionado na internet -, e em previsões do suposto “Apocalipse Maia” em 2012.

Quando os cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia anunciaram, no ano passado, que poderia haver um novo planeta escondido em nosso sistema solar, os fãs do Nibiru surtaram.

Uma mensagem apareceu no site de Zecharia Sitchin – um escritor que alegava que os alienígenas de Nibiru haviam criado os seres humanos – apesar de o próprio Sitchin estar morto desde 2010.

Por que o Nibiru não é real

Vale a pena se preocupar com o Nibiru? Ele pode ser real?

A resposta é não – a teoria é absolutamente ridícula, e esperamos que David Meade tenha uma lista de desculpas preparada para a manhã de 24 de setembro.

Havia inúmeras previsões de que o Nibiru (ou Planeta X) iria se chocar com a Terra em dezembro de 2016, e antes disso, em abril de 2016, e em dezembro de 2015.

Você está notando um padrão?

Anteriormente, acreditava-se que ele iria colidir com nosso planeta na data do apocalipse maia em 2012, e antes disso Nancy Lieder, uma escritora norte-americana que alegava ter um implante alienígena em seu cérebro, afirmou que ele iria destruir o mundo em 2003.

O Nibiru não existe. Ele nunca foi visto em qualquer telescópio, e nenhum cientista digno de confiança jamais confirmou a sua existência.

A NASA desmentiu o mito do Nibiru em sua página Beyond 2012, dizendo “O Nibiru e outras histórias sobre planetas imprevisíveis são mentiras da Internet. Estas alegações não têm nenhum embasamento concreto”.

“Se o Nibiru, ou Planeta X, fosse real e estivesse prestes a atingir a Terra, os astrônomos estariam monitorando sua movimentação há pelo menos uma década, e a esta altura ele já seria visível a olho nu”.

Alienígenas que “criaram” a humanidade

O escritor norte-americano Zecharia Sitchin, que nasceu na União Soviética, escreveu sobre o Nibiru, pela primeira vez, em seu livro de 1976 chamado ‘O 12º Planeta’, onde alegou que o mesmo era habitado por uma raça de “antigos alienígenas” – os Annunaki – que haviam criado os seres humanos.

O trabalho de Sitchin atraiu devotos seguidores no mundo todo.

Nigel Watson, autor do Manual de Investigações de OVNIs, disse: “Zecharia Sitchin alega que o Nibiru colidiu com um planeta chamado Tiamat que estava localizado entre Marte e Júpiter. O resultado foi a criação do cinturão de asteroides e do planeta Terra”.

“O Nibiru é habitado pelos Anunnaki, uma raça humanoide avançada que visitou a Terra há milhares de anos para extrair ouro da África. Como eles precisavam de indivíduos para trabalhar nas operações mineradoras, usaram a genética para criar o Homo sapiens”.

“A popularidade de ideias como esta, garante que toda e qualquer nova descoberta feita por nossas espaçonaves será amplamente estudada para identificar qualquer evidência do Nibiru, ou de qualquer outro corpo similar, que possa ser habitado por extraterrestres”.
Mais um post by: OVNI DAY

                                               Veja o Vídeo Abaixo:

                                                 Fonte:Josias Leão

terça-feira, 6 de junho de 2017

Desconsidere tudo que aprendeu nas instituições de ensino: Anunnakis a Origem da Humanidade!

Desconsidere tudo que aprendeu nas instituições de ensino, sobre criacionismo ou evolucionismo! Tudo que tem sido ensinado, tem somente o objetivo de manter a humanidade ignorante e submetida aos sombrios interesses das corporações político-econômicas das nações. O material contido aqui tem o único objetivo de abrir sua mente para a verdade. Não é ficção! Não é fantasia!
A mais completa fonte de informações à respeito da nossa origem, se encontra entre os achados arqueológicos da civilização suméria. Os sumérios foram os co-fundadores da primeira grande civilização da Mesopotâmia, como era chamada à região compreendida entre os rios Tigre e Eufrates, que nascem nas montanhas da Turquia e desembocam no Golfo Pérsico. Onde atualmente está situado o Iraque. Sua organização social foi literalmente responsável pelo mundo como conhecemos hoje. Elementos que influenciaram na formação das sociedades greco-romanas, que por sua vez influenciaram todo o mundo ocidental e estão fortemente presentes até os dias de hoje.
Técnicas de medicina, arquitetura, engenharia e hidráulica, baseados em magníficos conhecimentos em matemática, química, física e astronomia. Seus conhecimentos astronômicos eram incrivelmente avançados: seus observatórios obtinham cálculos do ciclo lunar que diferiam em apenas 0,4 segundos dos cálculos atuais. Na colina de Kuyundjick, antiga Nínive, foi encontrado, um cálculo, cujo resultado final, em nossa numeração, corresponde a 195.955.200.000.000. Um número de quinze casas!... Os gregos, no auge do saber, não passaram do número 10.000, o resto seria o "infinito".
O maior especialista, em cultura suméria, foi o historiador e arqueólogo Zecharia Sitchin (1920 - 2010) nascido na Rússia e criado na Palestina, onde adquiriu profundos conhecimentos de arqueologia e história oriental. Formado em história pela Universidade de Londres, é um dos poucos estudiosos do mundo capacitados a traduzir a escrita cuneiforme, característica das civilizações mesopotâmicas, trabalhou como jornalista e editor em Israel e foi escritor e consultor da NASA. Sitchin, traduziu massivamente, ao longo de sua vida, os escritos de mais de 2000 placas sumérias encontradas em suas pesquisas arqueológicas. E escreveu uma série de livros contendo essas traduções e sua interpretação sobre o assunto. Basicamente, o legado do conhecimento sumério revela que a Terra, teve origem através da colisão de dois gigantescos corpos celestes, Nibiru e Tiamat. Os escritos afirmam que Nibiru, um planeta avermelhado (Que já foi avistado pela NASA e atualmente vem sendo chamado de “planeta X") foi desviado de um sistema binário, há milhões de anos, e capturado pela gravidade do nosso Sol. Esse planeta viajou em nosso sistema solar, abaixo da elíptica, passando por Netuno e Urano. Como seu campo magnético era muito intenso, ele deslocou Urano para seu lado quando passou por ele. Naquela época não havia o planeta Terra, mas sim um outro planeta, muito maior, Tiamat, coberto quase que só de água. Durante a trajetória, as luas de Nibiru atingiram Tiamat dividindo-o em duas partes, pulverizando a metade onde ele foi atingido (criando o cinturão de asteroides, entre Marte e Júpiter) e empurrando a outra metade para uma órbita mais baixa, a atual órbita da Terra. A primeira passagem de Nibiru foi responsável pela atual configuração do nosso sistema solar. Plutão era uma lua de Saturno que foi arrancada de sua gravidade e empurrada para a sua atual órbita. Em Fevereiro de 2000, chegava ao fim a "Missão Near" (sonda Near) da NASA, chefiada pelo Dr. Cheng, confirmando esta gigantesca trombada celeste no início do nosso sistema solar (catastrofismo).
Gênesis 6:1, 7..,Livro de Enoque cap.105:1-4,Deuteronômio 2.10-11,Gênesis 6.4",Deutoronômio 3.11,Números 13.33,1 Samuel 17.4,
Mais um post by: OVNI DAY

                                              Veja o Vídeo Abaixo:


                                              Fonte:Os Martires