Mostrando postagens com marcador cientistas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cientistas. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Portal para espíritos: cientistas desvendam segredo dos geoglifos gigantes da Amazônia

Geoglifos têm distintas formas geométricas (Foto: Universidade Federal do Pará)

Para grupo de pesquisadores finlandeses e brasileiros, desenhos milenares no solo do Acre têm origem em rituais espirituais.

Os geoglifos do Acre eram um espaço de comunicação espiritual e de ritual com a natureza, afirma uma equipe de cientistas da Universidade de Helsinki, na Finlândia, e da USP.
Esses enormes desenhos geométricos na terra foram descobertos na Amazônia brasileira em 1977. Mas o desmatamento e estudos posteriores no terreno identificaram cerca de 500 somente no Acre, próximo à fronteira com a Bolívia.
Os desenhos no solo exibem diferentes formatos. São quadrados, círculos, elipses, octógonos ou "Us" e podem ter até quatro metros de profundidade.
"Combinando dados etnográficos e arqueológicos do Alto Purus, Brasil, o artigo mostra como a história antiga e a sociocosmologia estão profundamente 'escritas' na paisagem na forma de estruturas geométricas de terra trinchadas no solo, que materializam interações entre atores não humanos e humanos", escreveram Sanna Saunaluoma, pesquisadora da USP, e Kristiina Virtanen, da Universidade de Helsinki, no resumo do artigo que publicaram na revista acadêmica American Anthropologist.
"Salientamos as habilidades humanas de visualização, práticas imaginativas e movimentos como os meios de promover relações bem equilibradas com formas de vida animadas."
Especialistas que estudam esse tipo de padrão acreditam que as tribos indígenas do Amazonas fizeram esses desenhos entre os anos 3.000 a.C. e 1.000 d.C.

Desvendando o mistério
Até agora, o motivo dessas formações permanecia um mistério, alimentando todo tipo de teoria. Já houve quem dissesse que eram assentamentos, aldeias, construções defensivas ou mesmo que eles haviam sido feitos por extraterrestres, como já foi dito no caso dos geoglifos de Nasca, no Peru.
A possibilidade de que se tratava de um assentamento foi descartada porque não foram encontrados objetos e utensílios nas escavações. A teoria defensiva também não encontrou apoio, uma vez que estudos anteriores mostraram que os geoglifos não representavam proteção de ataques externos.
Mas esse novo estudo comandado por pesquisadores brasileiros e finlandeses traz uma interpretação alternativa.

"Esses recursos de paisagem antropogênica funcionavam como dispositivos sistêmicos para se envolver e viajar dentro do mundo das entidades invisíveis, por um lado; e, de outro, mantinham os sentimentos de unidade, continuidade e pertencimento ao lugar no mundo dos humanos", diz o artigo.
A pesquisa indica que os geoglifos não eram usados por todos, mas apenas pelos indivíduos das comunidades especializadas em rituais ou interações com seres vivos além dos humanos.
Segundo o estudo, também eram importantes para as comunidades indígenas em certas etapas da vida - "as variedades dos padrões geométricos eram usados como portas ou caminhos para atingir conhecimento de elementos distintos do entorno que os rodeava".
De acordo com as especialistas em antropologia ancestral, a visualização e interação ativa com elementos vivos da natureza era importante e construtiva para as comunidades indígenas.

Inspiração animal
A razão pela qual os desenhos respondem a padrões geométricos específicos ainda não está clara.
Para as pesquisadoras, há inspiração em desenhos e formas encontradas em peles de animais. Esses padrões também são observados nos dias de hoje em cerâmicas, tecidos e joias confeccionados pelos indígenas modernos.
Ainda de acordo com as teorias de arte visual, acredita-se que os padrões geométricos podem ajudar as pessoas com fertilidade, resistência, conhecimento e poder.
Até hoje índios de tribos no Acre continuam protegendo esses lugares. Ao contrário de outros moradores da região, evitam usar esse espaço para atividades que consideram mundanas, como agricultura e moradia.
Esse comportamento, assinalam as pesquisadoras, reforçam ainda mais a ideia de origem sagrada dos desenhos.

Geoglifos na América Latina
Os desenhos do Acre estão numa lista para serem declarados Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. Mas existem outros lugares com padrões geométricos milenares.
A América Latina é um grande foco dessas formações ancestrais, segundo registros oficiais.
Alguns dos mais conhecidos são as linhas de Nasca, localizadas a 400 quilômetros ao sul de Lima, capital do Peru.

Há também os geoglifos de Chug-Chug, no deserto chileno do Atacama, que concentram uma elevada concentração de desenhos geométricos no chão que, ao que tudo indica, são muito mais antigos.
Fora da América do Sul, os mais famosos estão nos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália.
Mais um post by: OVNI DAY

                                             Veja o Vídeo Abaixo:

                                               Fonte:SL Emerick

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Cientistas: Extraterrestres são responsáveis por luzes cósmicas misteriosas no espaço


Por Mike Wall | LiveScience
Traduzido e adaptado por Leonardo Ambrosio.
Flashes bizarros e luz cósmica podem estar sendo geradas por civilizações alienígenas avançadas, como uma forma de acelerar espaçonaves interestelares, diz um novo estudo
Astrônomos catalogaram cerca de 20 desses flashes intensos, conhecidos como rajadas rápidas de rádio (ou FRB, na sigla conhecida em inglês), desde que a primeira foi detectada em 2007. As FRB’s aparentemente partem de galáxias localizadas a bilhões de anos-luz de distância da Terra, e por isso, entre outros fatores, suas causas ainda são um mistério.
“As rajadas rápidas de rádio são extremamente brilhantes, dada a sua curta duração e origem em grandes distâncias, e não identificamos uma possível fonte natural com qualquer confianaça”, disse o coautor do estudo Avi Loeb, teórico do Centro Harvard-Smithsonian para Astrofísica. “Vale a pena contemplar e verificar uma origem artificial”, disse.
Wikimedia

Uma possível origem artificial, segundo o novo estudo, seria um transmissor gigante de rádio construído por alienígenas super inteligentes. Então Loeb e o autor Manasvi Lingam, da Universidade de Harvard, investigaram a viabilidade dessa possível explicação. A dupla calculou que um transmissor movido por energia solar poderia, de fato, bombear sinais FRB através do cosmos. Entretanto, para isso acontecer, seria necessária uma área do tamanho da Terra para coletar energia solar e gerar energia.

E as enormes quantidades de energia envolvidas não necessariamente iriam derreter a estrutura, considerando que ela seria refrigerada com água. Assim, Lingam e Loeb dizem que tal transmissor gigantesco seria tecnologicamente viável, embora esteja além das capacidades atuais da humanidade.

De acordo com a equipe do estudo, uma civilização alienígena pode ter construído tal estrutura para aplicar velocidades extremamente altas em espaçonaves. Tais veículos deveriam ser equipadas com velas leves, que aproveitariam o impulso transmitido pelos fótons, de maneira semelhante com a qual as velas de navios convencionais aproveitam o vento.

Segundo os especialistas, um transmissor capaz de gerar sinais semelhantes aos FRB poderiam conduzir uma espaçonave interestelar pesando mais ou menos um milhão de toneladas. “Isso é grande o suficiente para transportar passageiros vivos por distâncias interestelares ou mesmo intergaláticas”, disse Lingam.
A dupla de cientistas decidiu levar as coisas um pouco mais longe. Supondo que extraterrestres sejam responsáveis pela maioria das FRB’s, e levando em conta o número estimado de plantes potencialmente habitáveis na Via Láctea (cerca de 10 bilhões), Lingam e Loeb calcularam um limite para o número de civilizações alienígenas avançadas em uma galáxia como a nossa: 10 mil.

Lingam e Loeb reconhecem a natureza especulativa do estudo, e não alegam com certeza que as FRB’s são causadas por alienígenas. Em vez disso, dizem que essa hipótese é, simplesmente, digna de consideração. “A ciência não é uma questão de crença, é uma questão de evidência. Decidir o que é provável antes do tempo limita as possibilidades. Vale a pena colocar ideias em jogo e deixar os dados jogarem”, disse Loeb.

O novo estudo foi aceito para publicação no ‘The Astrophysical Journal Letters’, e você pode acessá-lo através do arXiv.org 
Mais um post by: OVNI DAY

                                              Veja o Vídeo Abaixo:

                                           Fonte:nemesis maturity

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Cientistas: Sinais de rádio da constelação de Áries podem ter sido enviados por Extraterrestres

Um grupo de cientistas norte-americanos tentou decifrar os sinais de rádio, que foram obtidos da constelação de Áries.

Cientistas dos EUA comunicaram que os sinais recebidos da constelação de Áries podem ser enviados por extraterrestres, pois possuem estrutura complexa e não poderiam ser enviados acidentalmente.

De acordo com a mídia, os cientistas detectaram uma estrutura complexa de sinais muito diferentes dos terrestres. Sendo assim, acreditam que sejam sinais extraterrestres. 
Os cientistas acrescentaram que os sinais místicos são enviados de uma posição espacial entre a constelação de Áries e de Peixes. Tais sinais são enviados há várias centenas de anos, frisam. 

Vale destacar que, para eles, é muito possível que os sinais tenham começado a ser enviados antes mesmo de a humanidade possuir tecnologias capazes de detectá-los. 

Os pesquisadores já conseguiram captar e registar mais de 100 sinais deste tipo. Todos os sinais possuem caráter semelhante, o que comprova que são enviados de um único lugar, concluem. 
Mais um post by: OVNI DAY

sexta-feira, 9 de junho de 2017

A Grande Estrela Betelgeuse 900 vezes maior que o nosso Sol Seria um "PERIGO" para Terra?

Nos últimos anos, temos visto inúmeras informações sobre esta estrela gigante vermelha que ameaça explodir. Betelgeuse é 900 vezes maior que o nosso sol e os cientistas têm certeza: cedo ou tarde, ela explodirá em uma magnífica Supernova.
Na verdade, existem sites que afirmam que esta estrela vai explodir muito em breve e que vai brilhar tanto como um segundo sol ... Muitas pessoas afirmam que a catástrofe na Terra é iminente ...
Mas ... É verdade o que eles dizem sobre Betelgeuse? Quando vai explodir em uma supernova?Isso envolverá perigo para a Terra?
Mais um post by: OVNI DAY

                                               Veja o Vídeo Abaixo:


                                          Fonte:Atraviesa lo desconocido