Mostrando postagens com marcador hercolubus. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador hercolubus. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Grupo acredita que “planeta da morte” irá destruir a Terra em 23 de setembro

Nibiru (Imagem: Rex)

Um teórico da conspiração cristão fez uma previsão assustadoramente específica para este ano: o mundo não apenas irá acabar, mas o fim dos tempos está marcado para o dia 23 de setembro.

David Meade, autor de ‘Planet X – the 2017 Arrival’ (Planeta X – A Chegada em 2017, em tradução livre), afirma que um planeta misterioso – ‘Nibiru’ – de outro sistema solar, será visível na Terra, nesta data.

Pouco depois disso, este misterioso planeta (juntamente com uma chuva de detritos) se chocará contra a Terra, exterminando boa parte da humanidade em outubro – exceto os funcionários do governo que (é claro) estarão escondidos em seus abrigos subterrâneos.

Meade escreveu: “Por que nós temos mais de 100 abrigos subterrâneos, profundos, espalhados pelos Estados Unidos?”

“Por que infraestruturas governamentais importantes estão sendo movidas de suas posições vulneráveis, na costa leste do país, para as áreas protegidas do Colorado?”

Foto do “planeta da morte”
Planeta X

Meade alega ter visto fotos do sistema Nibiru se aproximando, tiradas em Paris por um astrônomo cujo nome não foi divulgado.

Meade disse: “Eu vi as fotos e ele me disse qual era o nome do observatório onde ele viu o planeta, e disse que tinha um filme secreto a respeito, que me enviou mais tarde”.

“Ele tirou as fotos com o telefone celular. São imagens verdadeiras do sistema que ele compartilhou comigo”.

Meade baseia suas previsões numa diversidade de fontes, incluindo o livro do Apocalipse, e sinais supostamente escritos nas Pirâmides.

Ele disse: “É muito estranho que tanto o Grande Sinal de Apocalipse 12 quanto a Grande Pirâmide de Gizé apontem para o mesmo momento, preciso no tempo: entre 20 e 23 de setembro de 2017”.

O que é o Nibiru?
                    O fim está próximo? Autor afirma que o planeta Nibiru irá destruir a Terra.

Ele também se baseia em décadas de teorias da conspiração sobre o suposto “planeta escondido” chamado Nibiru – que há tempos vem sendo mencionado na internet -, e em previsões do suposto “Apocalipse Maia” em 2012.

Quando os cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia anunciaram, no ano passado, que poderia haver um novo planeta escondido em nosso sistema solar, os fãs do Nibiru surtaram.

Uma mensagem apareceu no site de Zecharia Sitchin – um escritor que alegava que os alienígenas de Nibiru haviam criado os seres humanos – apesar de o próprio Sitchin estar morto desde 2010.

Por que o Nibiru não é real

Vale a pena se preocupar com o Nibiru? Ele pode ser real?

A resposta é não – a teoria é absolutamente ridícula, e esperamos que David Meade tenha uma lista de desculpas preparada para a manhã de 24 de setembro.

Havia inúmeras previsões de que o Nibiru (ou Planeta X) iria se chocar com a Terra em dezembro de 2016, e antes disso, em abril de 2016, e em dezembro de 2015.

Você está notando um padrão?

Anteriormente, acreditava-se que ele iria colidir com nosso planeta na data do apocalipse maia em 2012, e antes disso Nancy Lieder, uma escritora norte-americana que alegava ter um implante alienígena em seu cérebro, afirmou que ele iria destruir o mundo em 2003.

O Nibiru não existe. Ele nunca foi visto em qualquer telescópio, e nenhum cientista digno de confiança jamais confirmou a sua existência.

A NASA desmentiu o mito do Nibiru em sua página Beyond 2012, dizendo “O Nibiru e outras histórias sobre planetas imprevisíveis são mentiras da Internet. Estas alegações não têm nenhum embasamento concreto”.

“Se o Nibiru, ou Planeta X, fosse real e estivesse prestes a atingir a Terra, os astrônomos estariam monitorando sua movimentação há pelo menos uma década, e a esta altura ele já seria visível a olho nu”.

Alienígenas que “criaram” a humanidade

O escritor norte-americano Zecharia Sitchin, que nasceu na União Soviética, escreveu sobre o Nibiru, pela primeira vez, em seu livro de 1976 chamado ‘O 12º Planeta’, onde alegou que o mesmo era habitado por uma raça de “antigos alienígenas” – os Annunaki – que haviam criado os seres humanos.

O trabalho de Sitchin atraiu devotos seguidores no mundo todo.

Nigel Watson, autor do Manual de Investigações de OVNIs, disse: “Zecharia Sitchin alega que o Nibiru colidiu com um planeta chamado Tiamat que estava localizado entre Marte e Júpiter. O resultado foi a criação do cinturão de asteroides e do planeta Terra”.

“O Nibiru é habitado pelos Anunnaki, uma raça humanoide avançada que visitou a Terra há milhares de anos para extrair ouro da África. Como eles precisavam de indivíduos para trabalhar nas operações mineradoras, usaram a genética para criar o Homo sapiens”.

“A popularidade de ideias como esta, garante que toda e qualquer nova descoberta feita por nossas espaçonaves será amplamente estudada para identificar qualquer evidência do Nibiru, ou de qualquer outro corpo similar, que possa ser habitado por extraterrestres”.
Mais um post by: OVNI DAY

                                               Veja o Vídeo Abaixo:

                                                 Fonte:Josias Leão

quarta-feira, 26 de julho de 2017

NIBIRU esta Vindo:Os Governos não Dizem por Medo de Gerar Pânico, Precisa saber o que fazer

NIBIRU e sua chegada definitiva em 2017!
O ano mal começou e chegou cheio de especulações sobre o famoso Planeta  dos Índios Hopi e a estrela azul em suas profecias que segundo, está perto de se concretizar. Além claro das alegações científicas de que realmente existe um Planeta de massa gigantesca que pode estar causando alterações no sistema planetário em que nos encontramos.
Usaram 2012 como charada para o povo cair em descrença? Estaria um enorme planeta vindo em nossa direção cortando o universo e chegando lentamente em nosso sistema solar? Encontrei aqui algumas evidências agora desbloqueadas no Google Earth e trouxe para compartilhar com vocês…
Fonte
Mais um post by: OVNI DAY

                                                Veja os Vídeos Abaixo:


                                                   Fonte:Verdade Mundial


                                          Fonte:AZOTE DE LOS ILUMINATI

domingo, 23 de julho de 2017

Novas evidências reforçam hipótese do Planeta 9 "Planeta 9 está inclinando nosso Sistema Solar"

NOVO ESTUDO TORNA A DESCOBERTA DO PLANETA 9 CADA VEZ MAIS PRÓXIMA (FOTO: NASA)

Estudo realizado por astrônomos de universidade espanhola identifica perturbação onde possível planeta estaria.
hipótese do Planeta 9 vem intrigando astrônomos do mundo inteiro ao longo dos últimos anos. Com uma nova técnica, cientistas da Universidade Complutense de Madri, na Espanha, identificaram o que podem ser um novo corpo, a uma distância de 300 e 400 vezes o trajeto entre a Terra e o Sol. Até então, as teorias em torno do novo planeta se baseavam em observações, que foram questionadas com o passar do tempo.

Em estudo publicado no periódico MNRAS: Letters, os astrônomos espanhois explicam que a técnica foi desenvolvida para estudar os "objetos extremos" (ETNOs, em inglês), um tipo específico de objeto transnetuniano, ou seja, corpo do Sistema Solar que fica a uma distância maior que a entre o Sol e Netuno.

Cada um desses objetos possui dois pontos nos quais suas órbitas atravessam a de outro corpo do Sistema Solar. Nesses locais, a chance de os corpos interagirem com outros, passando por mudanças de órbita ou colisões, são maiores.

Por meio de cálculos e análises de dados, a equipe de Madri descobriu que os pontos dos 28 objetos transnetunianos extremos estão agrupados. Além disso, há uma correlação, que não deveria haver, entre as posições dos pontos e as inclinações, um dos parâmetros que define a orientação das órbitas desses objetos no espaço. "Se não há nada para perturbá-los, os pontos desses objetos transnetunianos extremos deveriam estar distribuidos de maneira uniforme, como se não houvesse nada que eles precisassem evitar", explica o astrônomo Carlos de La Fuente, no anúncio da pesquisa.

Segundo ele, se há perturbações, existem duas possibilidades: na primeira, o objeto extremo estaria estável e seus pontos estariam longe do caminho de possíveis perturbações; já na segunda, se os pontos estivessem instáveis, eles se comportariam como os cometas que interagem com Júpiter, cujos pontos ficam mais próximos da órbita do que os perturba.

"Partindo do pressuposto que os objetos transnetunianos extremos são dinamicamente parecidos com os cometas que interagem com Júpiter, interpretamos esses resultados como sinais da presença de um planeta que está interagindo ativamente com esses corpos a distâncias de 300 a 400 unidades astronômicas", disse La Fuente.

É a primeira vez que os objetos extremos são usados como pontos de referência para um estudo desse tipo. De acordo com o pesquisador, a descoberta de mais deles pode contribuir para a confirmação da existência do Planeta 9 e, no futuro, talvez até mesmo a definição da órbita dele.
Fonte
Mais um post by: OVNI DAY

                                               Veja o Vídeo Abaixo:



                                              Fonte:Jaconor 73